Startup londrinense foi selecionada pelo programa Design Export

Startup londrinense foi selecionada pelo programa Design Export.

Programa beneficia empresas que apresentam produtos inovadores e com foco na exportação

A Yuze, startup da área industrial de utensílios de cozinha em cerâmica, de Londrina, é uma das contempladas pelo programa Design Export, uma iniciativa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e do Centro Brasil Design (CBD). O Design Export estimula o desenvolvimento de produtos para exportação e o edital contempla empresas que apresentam produtos inovadores.

O CBD é especializado em idealizar, desenvolver e implementar projetos estratégicos e processos de design para a indústria e órgãos governamentais, com o objetivo de melhorar a competitividade e o desenvolvimento econômico e social do Brasil. Possui atuação nacional e conta com um time de experts com visão holística e altamente eficientes.

Para a Diretora Executiva do CBD, Letícia Castro, a nova edição do programa contribuirá para que as empresas brasileiras conquistem um diferencial competitivo e consigam se destacar fora do país. “Nosso objetivo é fazer os empresários perceberem o valor do design enquanto agente transformador capaz de gerar inovação, agregar valor e possibilitar avanços estratégicos”.

A Yuze vai receber um aporte de R$ 18 mil para criar um mecanismo mais eficiente para a utilização de produtos domésticos sem fazer esforço. “O novo sistema vai facilitar os usuários nos movimentos para abrir, girar, moer ou picar, utilizando apenas uma mão”, explica Guilherme Eiras, idealizador do projeto.

Para ele, a vantagem do programa Design Export é o foco no design. “Nós sempre nos preocupamos com o design, que é fundamental para o desenvolvimento de um produto funcional. O design faz parte da concepção dos produtos da Yuze”, afirma.

Destaque

No norte do Paraná, o Sebrae/PR possui uma linha de atendimento voltada exclusivamente para as startups, que são empresas ancoradas em um modelo de negócios repetível e escalável. O projeto contempla, até agora, a participação de 182 empresas. A Yuze é uma delas.

Para Fabrício Bianchi, consultor do Sebrae/PR, a seleção da startup londrinense no Design Export mostra que o projeto está no caminho certo. “Nossas startups estão se destacando em programas de aceleração e em editais que são referência no Brasil e no mundo todo, graças ao bom desempenho e qualidade de seus projetos. Nós, do Sebrae/PR, incentivamos a inscrição em ações como o Design Export porque esses programas conectam as startups a profissionais e instituições que podem ajudá-las a aprimora os seus projetos, aumentando ainda mais a sua competitividade”, afirma Bianchi.

Fonte: www.bonde.com.br

Deixe uma resposta